terça-feira, 24 de abril de 2007

Amor, sem ti nada sou...


Perguntas-me quem sou?
Sou astro errante
Que um sol dominador a si chamou,
E, cego do seu brilho rutilante,
Se queima nessa luz que o encantou!
Meus passos de inseguro caminhante,
Submissos ao olhar que os escravizou,
Caminham para
Ti em cada instante
E tu ainda perguntas quem eu sou!
Eu sou aquilo que de mim fizeste,
Sou as horas sombrias que me deste
A troco da ternura que te dei
Perguntas-me quem sou?
Nome de Cristo,
Eu nada sou, Amor, eu nem existo,
Mas querendo tu, Amor, tudo serei!

8 comentários:

al cardoso disse...

Excelente poema!

Saudacoes d'Algodres.

Gi disse...

A Vida o Amor, bons temas para começo. Desejo o maior sucesso.
Obrigada pela tua visita ao meu cantinho

Tem o resto de um bom dia.
beijos

elsa nyny disse...

Amén!

Adorei este momento de Amor!

beijinhos!


Ps - Envia-me o teu email para - nyny.seh@gmail.com - quero fazer-te um convite!

Isabel José António disse...

Boa tarde Cara(o) Amiga(o) Sei que Existes,

Vim agradecer o comentário que me deixou num dos nossos blogues e .... Uau! Uau!... que poema tão lindo. Fantástico.

Desde as rimas, ao ritmo à concepção.... um encanto.

Para além da concepção da ideia, parece-me apenas (se não fôr essa a razão, desde já peço desculpa) que o tipo de amor retratado é um tanto ou quanto subserviente. Se não for esse o caso, retiro o que vou dizer. Mas se for, parece-me que enferma de um pequeno "desvio". O amor não é para se estar na dependência de nada nem de ninguém. O amor sente-se dentro de cada um, e conforme a vibração do diapasão a que vibre, assim irá partilhar com mais alguém esse estado vibratório, no mesmo comprimento de onda, a fim de interagir.

Primeiro amar-mo-nos a nós. Melhor, equilibrarmo-nos com a Natureza, com os veículos de que somos constituídos e depois interagir, partilhar, colaborar, dar sem pensar em receber. Quem nesse comprimento de onda estiver, virá ter connosco.

Muitos parabéns.

Obrigado pela visita.

Um abraço

José António

anawîm disse...

Belíssima melodia da tua alma...

Moura disse...

Texto interessante que manifesta o verdadeiro sentido do amor.
Bjo

LARA disse...

Lindissimo.
Parabéns

sonhadora disse...

Fazes parte dos meus sonhos.
Beijinhos embrulhados em abraços