sábado, 9 de junho de 2007

Dá-Me o Tempo

Deita-te em mim,
Descobre onde estás,
Escuta o silêncio,
Que o meu corpo te traz.
Não me deixes partir,
Não me deixes voar,
Como um pássaro louco
Como a espuma do mar.
Sente a força da noite
Como facas no peito,
Como estrelas caídas
Que te cobrem o leito.
Tenho tantos segredos
Que te quero contar
E uma noite não chega,
Diz que podes ficar.
Dá-me o tempo,
Dá-me a paz,
Viver por ti não é demais.
Dá-me o vento,
Dá-me a voz,
Viver por ti, morrer por nós.
Enfim nós os dois,
Os teus gestos nos meus,
Perdidos no quarto
Sem dizermos adeus.
Adiamos a noite,
Balançamos parados,
Pela última vez
Os nossos corpos colados.
Sente a força que temos
Quando estamos assim,
Um segundo é o mundo
Que nos separa do fim.
Porque tens de partir
Quando há tanto a dizer?
Eu não sei começar,
Não te quero perder.
Refrão
(Eu gosto das formas que tomas,
Como o toque do cristal,
E dos vidros, dos poemas,
Da febre do metal)
Refrão

Pedro Abrunhosa

33 comentários:

Meg disse...

Nos meu links n'O Lugar ao Som, tem hoje a Billie Holiday, pode ver e ouvir, se quiser.
Obrigada pelas suas palavras.

Lindíssimo poema este, do Pedro Abrunhosa.
Tenho de fazer uma ligação directa para aqui, se o permitir.
Um abraço

mgqeaol disse...

Muy bonito. Besos

=^.^= Tarina =^.^= disse...

empo... toda a gente precisa dele... neste momento.. eu quero que o meu avançe depressa!

=^.^=

Paulo Sempre disse...

Gosto deste blogue. Afinal há imagens que "mostram" 800 anos da história de Portugal..
Obrigado!!!

Paulo

Moura disse...

O Abrunhosa dá-nos muito mais que musica. As suas letras são belas reflexões.
Um abraço e espero que esses sentimentos nobres continuem para todo o sempre.

veritas disse...

Bonito espaço aqui tens, foi bom ter tido a curiosidade de vir até aqui, porque te descobri!

Bom domingo!

celtaj disse...

Sentimientos bellos desde el fondo del alma, generosos y altruistas.
Sentimientos que desean vivir la vida compartida.
Sentimientos de oro, que pretenden buscar y ser buscados.
Preciosos...

amor,liberdade e solidão disse...

O tempo...umas vezes desejamos que não passe, outras que desapareça num instante...uma excelente reflexão de P. Abrunhosa...gostei muito...um bom domingo

Joshua disse...

Boa escolha!

Bjs

Pirata das Berlengas disse...

Sei que existes,

Já lhe respondi ao seu comentário lá na "Península Encantada" mas quis vir aqui avisar que, após mais algum tempo no "alto mar" consegui hoje regressar, responder aos amigos e fazer um novo post.

Passe por lá quando puder!

O PIRATA

joaninha disse...

gosto! :)

Sandrine disse...

bonita musica=)

sonhadora disse...

Sonha. Sonha sempre.
Beijinhos embrulhados em abraços

Isabel José António disse...

Já actualizámos os nossos blogues Poesia Viva, Caminho do Coração e Observatório.

Um abraço da

Isabel e José António

Ana Luar disse...

Lindo! Lindo!

Alexandre disse...

Fui fã do Pedro Abrunhosa desde a primeira hora (1994) mas fiquei ainda mais fã quando o vi ao vivo há 3 anos em Castelo Branco!

Além da presença percebe-se que está ali uma pessoa socialmente preocupada, politicamente actualizado e informado e poeticamente bafejado pelo bom gosto e pelo talento!!!

Beijinhos!!! Muitos!!!

p!p@ disse...

muito bonito... é um poema do Pedro Abrunhosa que ainda nao conhecia... mas é mesmo muito bonito!!!!

Jinhos ***********

zetrolha disse...

Uma letra do Pedro vale sempre um comentário.Espectacular!

Secreta disse...

Excelente ... :)

Gi disse...

Sempre gostei do Pedro Abrunhosa e ainda mais quando o vi ao vivo num concerto na Costa da Caparica já há muitos anos. O público ficou com que electrizado com o talento, , com a postura em palco. As letras são lindíssimas.

um beijinho

Marita disse...

Adorei a fotografia! E o texto é delicioso... Beijinhos

james disse...

Realmente, um sonho.

Um abraço.

elsa nyny disse...

Adoro as letras e as músicas do pedro!
Obrigado!!

beijinhos!
:)

Entre linhas... disse...

Pedro abrunhosa um dos grande nomes do mundo da canção,um fervor autêntico.
Bom fim de semana
Bjs Zita

Moinante disse...

O Pedro tem aquele dom de cativar todas as gerações , gosto de ouvir .

Um beijo orvalhado pela brandura da serra .

Nuvem disse...

Gt imenso desta musica ;) **** bom fim de semana

clautixa disse...

gosto muito de Pedro Abrunhosa, tirando umas certas musicas, todas as outras tocam me de uma forma especial..
beijinho
bom fim de semana

eu... disse...

a paixão pelo pedro abrunhosa ficou desde a adolescência... há músicas que ficaram para sempre.. que me lembram a inocência dessa alatura.... um beijão

zetrolha disse...

Uma vez mandei uma sticada ao som do "Tudo o que te dou" do Pedro...eu sei que ninguém quer saber disso,mas precisava desabafar.
Obrigada!

Moinante disse...

Convido-te a visitar a minha humilde gruta , pois tens uma pintura rupestre à tua espera .

Ninas disse...

Poemas incomparáveis! Lindíssimo!

despertando disse...

O poema é lindo, mas nao gosto do P.A.
Beijos

crisblog disse...

Amei o seu blog. Obrigada pela visita. Tenho uma imagem daqui mas ainda não a utilizei. Darei o seu crédito. Todas as fotos são belas. Vou levar a letra do Pedro Abrunhosa. Tenho um CD dele que comprei quando estive em Lisboa. Vou usar só uma parte.

Beijinhos.